Bem-vindo a sua fonte de notícias sobre Adelaide Kane no Brasil. Estamos muito felizes com a sua visita. Sinta-se à vontade para comentar nos posts, visitar nossa galeria e ficar informado sobre a Addy. Esperamos que aproveitem todo o conteúdo que o site tem a oferecer. Não esqueça também de nos seguir nas redes sociais, assim você ficará ciente de novos posts.
Assista:

Can’t Buy My Love
Legendado
Lilly (Adelaide Kane), uma paramédica que trabalha duro e é focada apenas em seu trabalho e entrar na faculdade de medicina. de sempre julgar um livro pela capa. Assim, quando o rico Jeff entra em sua vida, as coisas saem de seu controle. (...) Continue lendo >>
21/05/16
Por dentro de Reign: O Mistério do Sangue Real
Publicado por nas categorias: Artigos , Por Dentro de Reign , Reign

Então, esse é o primeiro post aqui no site da coluna “Por Dentro de Reign” onde vamos elaborar um artigo histórico sobre a vida da verdadeira Mary Stuart, Rainha da Escócia. Confiram esse artigo bem interessante onde alguns historiadores consideram várias opções sobre a origem de James I, filho da Mary. Uma corrente considera que ele é filho dela com seu amante durante seu segundo casamento e já uma segunda corrente considera que ele nem filho da Mary é! Confiram a leitura:

James VI da Escócia ou James I da Inglaterra – o primeiro rei da Inglaterra da dinastia Stuart, nasceu em 19 de junho de 1566 em Edimburgo, Escócia, sendo filho da Rainha Mary Stuart e Henry Stuart, o Lord Darnley. Em 29 de julho de 1567, após a abdicação do trono por Mary, James foi coroado Rei da Escócia com um ano de idade. Depois de 36 anos, em 1603, ele tornou-se o rei da Inglaterra sob o nome de James I e tornou-se o primeiro monarca que governou ao mesmo tempo os dois reinos das Ilhas Britânicas. No entanto, ele tinha um verdadeiro direito de ocupar ambos os tronos?

Amigos do Rei sabiam que Lord Darnley não era considerado o pai verdadeiro dele. Rumores atribuiram a paternidade ao caso de Mary Stuart  com o músico David Rizzio, que foi morto por conspiradores na tentativa de um golpe no palácio. Poucos meses depois destes acontecimentos, a rainha deu à luz ao herdeiro do trono. Na corte imediatamente os rumores diziam que esta criança era filho de David Riccio. Não se sabe se o rei acreditou nesses rumores, mas ele usou a sua dúvida a fim de exercer pressão sobre Mary Stuart. Lord Darnley declarou publicamente sua desconfiança com sua esposa e se recusou a participar do batismo da criança. No entanto, mesmo com sua negativa, ele não o parou de conspirar a fim de pegar o seu trono e governar em nome do filho recém-nascido. Provavelmente essas intrigas forçaram Mary,  imediatamente após o nascimento de seu filho, levá-lo aos cuidados de outra pessoa. O bebê foi educado de acordo com sua posição real. O rei francês Henry IV o chamou de “Solomão, filho de Davi”, aludindo à paternidade em segredo de David Rizzio. No entanto, fofocas e dúvida não impediram James de receber a coroa  escocesa, e mais tarde herdar o trono da Inglaterra. Rumores sobre a origem bastarde do rei eram apenas rumores na história. Mas por que  os modernos estudiosos duvidavam que ele era um Stuart?

O Pesquisador Gerald Lawrence sugere que James não era nem o filho de Lord Darnley e nem de Mary Stuart. Este bebê morreu no parto, mas Mary precisava de um herdeiro para reforçar a sua posição na frente da rainha Elizabeth I, e substituiu o bebê morto que tinha acabado de nascer pelo filho de John Erskine, conde de Mar, e sua mulher, Anabella Murray (uma amiga próxima da Rainha). Esta substituição é explicada por uma série de fatos: por exemplo, a falta de semelhança de James Stuart com seus familiares, suas características faciais bem diferentes das dos seus pais, a coincidência das suas características com as de Mara.

Gerald Lawrence aponta para a diferença entre os personagens, que foi notável entre Mary Stuart e seu herdeiro. O comportamento de James, que não fez qualquer tentativa de libertar sua mãe do cativeiro, e do fato de ter endossando com Elizabeth a decisão sobre a execução de Mary, de acordo com Gerald Lawrence também pode indicar uma falta de laços familiares entre James e Mary. E, finalmente, o argumento mais convincente – a informação que foi publicada em Outubro de 1938 (London Sunday – Despacho: 23 de outubro de 1938). Em 1830, os trabalhadores destruiram uma parede na casa de Mary Queen of Scots no Castelo de Edimburgo e encontraram um caixão de carvalho, que foi encontrado um bebê mumificado, envolto em roupas preciosas com as iniciais J. O último argumento da versão de Lawrence Gerald pode ser chamado de sensacional. No entanto, as conclusões gerais dos pesquisadores parece controversa.

James StewartSabe-se que a relação entre a Rainha dos Escoceses e seu herdeiro eram complexas. Mary o viu pela última vez quando ele tinha 12 anos, durante uma visita ao Castelo de Stirling. Depois disso, a vida da Rainha foi seguida por acontecimentos trágicos – um casamento fatal com Earl Bothwell, sua deposição, o retorno para a Inglaterra e sua captura. No cativeiro Mary manteve uma correspondência com seu filho, mas em 1586  cortou relações com James, porque ele se recusou a se unir ao Papa e ficou do lado da Elizabeth. James, por sua vez, apoiou Elizabeth secretamente na decisão sobre a da pena de morte de Mary Stuart. O Rei da Escócia mal conhecia sua mãe, pois estava sendo criado por guardiões da nobreza e derrubou a rainha. O herdeiro do trono escocês cresceu em uma atmosfera de intriga contra Mary, entre muitas ações, causando danos à sua reputação. Podemos supor que a atitude de James em direção a sua mãe era bem negativa. Mas isso não indica uma falta de laços de sangue.

Mary Stuart, em sua última hora, disse a Andrew Melville as seguintes palavras: “Só para informar que eu morro fiel à minha religião, a verdadeira fé Católica, uma verdadeira filha da Escócia, uma verdadeira filha de reis. Deus perdoai àqueles que desejaram a minha. morte. E diga a meu filho que eu nunca fiz nada que possa machucá-lo, nunca nem sequer comprometi seus direitos como governante.” Nos últimos minutos da vida de Mary chamou por seu filho James.

Fontes: Lawrence Gerald for the Shakespeare Roundtable at the Beverly Hills Library on December 7, 1996.

Aproveite para ler também:
Espere! Não se vá antes de deixar o seu comentário sobre o post


Comente você também



Esclarecimentos do site O Addy Kane Brasil é feito por fãs para fãs, não temos qualquer contato com a atriz Adelaide Kane ou seus familiares e agentes. Os artigos, traduções, dossiês são de propriedade do site e qualquer reprodução, mesmo parcial, é proibida. As imagens e vídeos são de propriedade dos seus criadores, divulgamos apenas a título de informação aos fãs, não temos intenção de infringir qualquer direito. Para mais informações, entre em contato.
Status do Site Nome: Addy Kane Brasil
Desde: 20/12/2015
URL: addykane.com.br
Webmiss: Dani
Design: 3.0 por Mary
Hosted : Flaunt
Visitas: