Bem-vindo a sua fonte de notícias sobre Adelaide Kane no Brasil. Estamos muito felizes com a sua visita. Sinta-se à vontade para comentar nos posts, visitar nossa galeria e ficar informado sobre a Addy. Esperamos que aproveitem todo o conteúdo que o site tem a oferecer. Não esqueça também de nos seguir nas redes sociais, assim você ficará ciente de novos posts.
Assista:

Can’t Buy My Love
Legendado
Lilly (Adelaide Kane), uma paramédica que trabalha duro e é focada apenas em seu trabalho e entrar na faculdade de medicina. de sempre julgar um livro pela capa. Assim, quando o rico Jeff entra em sua vida, as coisas saem de seu controle. (...) Continue lendo >>
16/08/16
Por Dentro de Reign: Detalhes históricos sobre o primeiro casamento de Mary Stuart
Publicado por nas categorias: Artigos , Por Dentro de Reign

Tudo o que posso dizer é que eu sou uma das mulheres mais felizes do mundo
Mary, Rainha da Escócia para sua mãe na manhã de seu casamento.

Maryr32

O casamento de Mary Stuart, Rainha da Escócia e do Dauphin Francis da França ocorreu no dia 24 de abril de 1558 na catedral de Notre Dame em Paris. O jovem casal foi criado juntos desde que eram crianças pequenas e por isso eram melhores amigos e deviam se sentir mais como irmãos do que marido e mulher.

Aos 14 anos de idade o noivo era o filho mais velho de Henrique II e Catarina de Médici, cujo nascimento havia dado grande alegria para toda a França por vir após onze anos de um casamento aparentemente estéril. Adorado por seus pais e avô, Francis I, o menino, no entanto, cresceu tímido, gaguejando, doentio e pequeno.

mary_queen_scots_francisNuma comparação sombria, sua noiva de 15 anos de idade era alta para a sua idade, linda com longos cabelos ruivos e olhos castanhos espumantes; abençoada com uma esplêndida saúde e cheia de vivacidade, confiança e bom humor. É claro que Mary sinceramente amou Francis mas de uma forma maternal, unicamente fraternal, enquanto ele, compreensivelmente, a adorava.

O casamento deles havia sido decidido quando Mary tinha apenas cinco anos de idade e ela viveu na França desde então, plenamente consciente de que era o seu destino, tanto para se casar com o Dauphin e, em seguida, em seu devido tempo, um dia se tornar Rainha da França, bem como da Escócia. Eu vejo ecos de Maria Antonieta e Luís XVI aqui – uma forte vontade, com uma Rainha impetuosa para o romance e aventura juntamente com um marido menos arrojado. Nem sempre tem que ser uma receita para o desastre – embora eu espere que as coisas teriam sido muito diferentes para todos se Francis tivesse vivido a vida adulta com Mary ao seu lado.

Seu casamento foi opulento, com os preparativos com meses de antecedência para o grande dia. Todos em Paris vieram esperando  para celebrar com a família real na rota entre o Louvre e Notre Dame, um caminho limpo e decorado com símbolos alegóricos, flores e bandeiras ricamente decoradas com a flor de lis da França e da noiva de tinha seu emblema pessoal, a calêndula. Em outras partes da cidade, teatros temporários foram construídos para ser encenadas peças e os vendedores teriam se preparado para um dia agitado com alimentos e bebidas. Foi um dia lucrativo já que foram atendidos milhares que se  esperavam em forma de procissão e depois se amontoaram na praça em frente à Notre Dame.

A procissão começou pouco antes do meio-dia e os milhares de espectadores ao longo do percurso aplaudiram quando pela primeira vez os guardas suíços marcharam para Notre Dame, seguido por dezenas de músicos, então cem maravilhosamente vestidos, os Guardas do Rei. Depois deste vieram os príncipes, três bispos e, em seguida, um grupo de cardeais que transportavam crucifixos e relíquias sagradas e a multidão teria curvado a cabeça em reverência.

Após os cardeais, veio a família real, esplendidamente vestidos, com suas jóias fabulosas e reluziam ainda mais brilhante por conta da luz do sol da primavera. A multidão teria ficado emocionada quando avistaram o próprio Rei que acompanhava a noiva, a bela Rainha da Escócia, que estava, de acordo com uma testemunha ocular, “Vestida com roupas tão branca como lírios, feita de modo suntuosamente e ricamente que seria impossível descrever. Duas jovens Ladys vestidas maravilhosamente vinham atrás segurando a calda do vestido. Mary trazia no pescoço um pingente de valor inestimável em uma gargantilha, pedras preciosas e outras riquezas magníficas. Em sua cabeça, ela usava uma coroa de ouro ornamentada com pérolas, diamantes, rubis, safiras e esmeraldas. No meio da coroa tinha uma jóia fina vermelha (a pedra “carbúnculo”) no valor de 500.000 denaris ou mais “.

Agnes Strickland escreveu em 1852 que Mary usava “um manto mais branco do que o lírio, mas tão gloriosa em sua moda e decoração que seria difícil, ou melhor, impossível, para qualquer caneta fazer justiça a seus detalhes. Seu manto régio e calda eram de um veludo cortado cinza-azulado, ricamente bordado com seda branca e pérolas. Tinha uma calda de um comprimento maravilhoso, coberto com pedras preciosas e foi segurado pelas suas Ladys.

Mary_and_Francis'_Wedding_8

A escolha de Mary de um vestido de casamento branco não era o esperado já que notadamente o branco foi mais tradicionalmente usado por senhoras reais quando elas estavam de luto mas neste como em outras coisas, a vontade forte de Mary pode muito bem ter sido inovadora e prevaleceu. Todos estavam dispostos a não apenas impressioná-la no dia do casamento (afinal, não tinha sido permitido a ela o privilégio de escolher seu noivo), mas também enfatizavam a sua virgindade e mostrava sua beleza ruiva pálida, o que teria sido acentuada por um vestido branco puro.


No final da procissão veio Catherine de Medici levando todas as damas da corte e princesas incluindo Diane de Poitiers e com quatro anos de idade a Princesa Marguerite. Todas vestiam roupas magnificamente elaboradas e brilhavam com as jóias e pérolas combinando com cada vestido. As damas da corte francesa tem sido o epítome do glamour e gosto requintado por séculos e nem em nossas fantasias mais delirantes sobre fios de ouro, pérolas e seda não poderiam nos preparar para a explosão que foi esse glorioso dia de abril.

tumblr_n8ynoxMyZF1r8tg38o4_500

Uma vez que a procissão tinha chegado com segurança à Notre Dame, eles entraram por uma porta lateral, passaram pelo corredor e sairam novamente em um pódio que tinha sido erguido na porta principal e enfeitado com seda azul e uma flor de lis bordada em fios de ouro para a ocasião. Lá, o arcebispo de Rouen, a noiva e o noivo tomaram suas posições para a cerimônia de casamento público em frente da multidão silenciosa e, provavelmente, um pouco chorosa, que aplaudiu e gritou parabéns quando o anel de ouro abençoado foi colocado no dedo de Mary e eles foram declarados marido e mulher diante de todos.

Após isso, tio da noiva, o duque de Guise, jogou do palco vários punhados de ouro e moedas de prata, uma generosidade tradicional para a enorme multidão, causando uma revolta quando as pessoas mergulharam e lutavam entre si pelas moedas preciosas. Ah, o que é um casamento sem um tio embaraçando tudo?

Os convidados do casamento tiveram alguma consciência do tumulto do lado de fora mas eles agora tomaram seus assentos na linda catedral, agora sombria para a massa que esperava o casamento. Todos os olhos teria ido para a figura esbelta da noiva em seu vestido branco cintilante quando ela pegava a mão de seu jovem marido, em seguida, ajoelhou-se diante arcebispo de Rouen no grande altar enquanto a luz se tornava colorida ao passar pelos vitrais da janela acima deles, derramando-se como um arco-íris ao refletir no chão de pedra.

Após a Cerimônia de casamento, houve outra grande procissão de volta ao palácio para o início das comemorações oficiais do casamento , que durariam quinze dias e incluia todos os tipos de bailes, banquetes, desfiles e tudo que você possa imaginar antes deles partirem para o Palácio de Tournelles em Marais.

Nos últimos anos, Mary, a jovem rainha de um país pobre tinha sofrido todo tipo de embaraços financeiros  quando ela tentou o seu melhor para se estabelecer em seu próprio lar e levar a rotina da França para uma Escócia com recursos bem limitado. Agora porém, enquanto ela observava seus convidados de casamento, Mary olhou para baixo, revelando uma satisfação com seu vestido de casamento e jóias de valor inestimável que pairavam em torno de seu pescoço (tinha um diamante requintado, tão cravejado e sobrecarregado com as jóias que um artesão de sorte foi dada a tarefa de segurá-lo acima de sua cabeça enquanto ela presidia seu banquete nupcial). Ela realmente deve ter pensado que tinha uma grande sorte, de fato.

Aproveite para ler também:
Espere! Não se vá antes de deixar o seu comentário sobre o post

1 pensamento em “Por Dentro de Reign: Detalhes históricos sobre o primeiro casamento de Mary Stuart”







Comente você também



Esclarecimentos do site O Addy Kane Brasil é feito por fãs para fãs, não temos qualquer contato com a atriz Adelaide Kane ou seus familiares e agentes. Os artigos, traduções, dossiês são de propriedade do site e qualquer reprodução, mesmo parcial, é proibida. As imagens e vídeos são de propriedade dos seus criadores, divulgamos apenas a título de informação aos fãs, não temos intenção de infringir qualquer direito. Para mais informações, entre em contato.
Status do Site Nome: Addy Kane Brasil
Desde: 20/12/2015
URL: addykane.com.br
Webmiss: Dani
Design: 3.0 por Mary
Hosted : Flaunt
Visitas: